domingo, 11 de outubro de 2015

Entropiando


Sabe, aquela ordem organizada que eu mantinha no meu quarto?
eu a joguei pela janela só pra tu ver
Lembra daqueles livros na estante, todos alfabeticamente alinhados?
Espalhei todos no chão da sala pra que tu pudesse ler
Lembra das frutas da geladeira? 
Eu as queimei todas em brasas pra tu devorar de mim
Coloquei fogo nas cortinas,
arranquei as portas da casa,
 joguei tinta fresca nas paredes, molhei  o sofá
tirei a ordem da minha casa e te fiz morada pra tu entrar 
e morar
E linda rosa, vermelha e perfumada 
tu me deixou como uma bagunça bagunçada
desfez a cama e adentrou em minha vida
vitaminando  meu café com energia.  
Sabe flor, com tantas pétalas nessa ventania 
preciso dizer que tua desordem me fez bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário